segunda-feira, 20 de junho de 2011

Como escrever um livro - Introdução

Ninguém é realmente escritor a menos que uma editora publique seu livro. Essa é a dura e pura realidade para aqueles que sonham, um dia, ter uma história sua publicada, nas vitrines das grandes livrarias, resenhadas nas colunas de jornais e blogs literários. Enfim, comentada em todo lugar.

Mas o caminho até isso tudo é árduo e poucas pessoas têm a coragem de batalhar pelo seu lugar ao sol. Mas há quem diga que ser publicado não é a parte mais complicada. A coisa é fazer o livro vender. A partir do momento em que uma editora resolve investir num livro é porque ela viu potencial no mercado para aquele original que chegou até ela. E aí que você se pergunta: por que aquela editora publicou essa história mas não publicou a minha? Então, vem outra pergunta que todo escritor deve se fazer...

Como ter diferencial no mercado literário? O escritor deve saber o que o seu público-alvo está lendo e procurar, dentro disso, algo que o torne original mesmo que a temática escolhida estiver amplamente abordada. O escritor pode falar de bruxos que vão para a escola de magia, vampiros que refletem a luz do sol ou criar um conto de espíritos sussurrantes. Mas tem que mostrar que sua história vale a pena uma publicação.

Longe de mim ter uma fórmula de como escrever um livro de sucesso. Minha primeira história eu demorei bem uns seis anos para terminar de escrever e, ainda assim, não me dou por satisfeito com o resultado. A minha intenção com essa série de postagens que começarei a partir de hoje é tentar, de algum modo, esclarecer e ajudar aqueles que já começaram ou pretendem, um dia, escrever e publicar suas histórias.

Aqui é apenas uma pessoa que já concluiu duas histórias dividindo e aprendendo o que sabe e correndo atrás desse sonho incomum de ter uma delas publicada.
Image Hosted by ImageShack.us
Image Hosted by ImageShack.us